Untitled Document
     
CONJUNTIVITE
 

Conjuntivite é a inflamação de uma fina membrana que recobre a parte branca do olho e a parte interna das pálpebras. A conjuntivite pode ser viral, bacteriana ou alérgica.
Nesta época do ano começam os surtos das conjuntivites virais e, por este motivo, aumentam as buscas por informações a este respeito.
Os adenovirus e os enterovirus são os principais causadores das conjuntivites virais. O Instituto Adolf Lutz identificou como sendo o enterovirus o responsável pelo surto epidêmico  deste ano.
Como é transmitida a conjuntivite viral?
A conjuntivite viral é uma doença altamente contagiosa e é transmitida através de secreções oculares e trato respiratório. A transmissão ocorre através do contato com objetos contaminados, toalhas, piscinas, contato interpessoal e ambientes fechados.
Quais os sinais e sintomas da conjuntivite viral?

  • Olhos vermelhos
  • Sensação de areia nos olhos
  • Sensibilidade aumentada à luz (fotofobia)
  • Visão embaçada
  • Lacrimejamento
  • Secreção ocular clara e, principalmente, matinal
  • Inchaço nos olhos
  • Linfoadenopatia (íngua) pré-auricular pode ocorrer

Qual a duração da doença e o do período contagioso?
O período de incubação é de 4 a 7 dias. A doença geralmente começa em um dos olhos e depois de 2 a 3 dias os sintomas aparecem no outro olho.
O período contagioso dura de 7 a 14 dias. Para profissionais que não trabalham na área da saúde um afastamento do trabalho por  7 a 10 dias é suficiente.
A doença tem duas fases: uma aguda que dura em torno de 10 dias e outra crônica que pode durar 2 a 3 semanas. Regra geral a conjuntivite é autolimitada tendo duração de aproximadamente 10 dias.
Qual o tratamento?
O objetivo do tratamento é aliviar os sintomas. Para isto utilizamos lágrimas artificiais e compressas geladas porque estas diminuem o inchaço e a inflamação.
Não utilizar antibióticos porque eles não têm nenhum efeito sobre o vírus e podem ainda aumentar a irritação.
Colírios contendo cortisona só devem ser utilizados quando prescritos pelo oftalmologista. 
Tratamentos antivirais também não são eficazes contra estes vírus e não devem ser utilizados.
É importante procurar atendimento oftalmológico, pois, em alguns casos podem ocorrer complicações como infiltrados de córnea e formação de membrana conjuntival. Se estas alterações não forem tratadas adequadamente a conjuntivite pode deixar seqüelas, às vezes grave.

Cuidados importantes:
É muito importante evitar a propagação da doença. Por este motivo se você pegou conjuntivite seja solidário e evite:

    • Contato direto com as pessoas (abraços, beijos)
    • Casais: procurar dormir em camas separadas
    • Separar toalhas, sabonetes
    • Lavar sempre as mãos
    • Afastar-se do trabalho mesmo que o quadro seja bem leve e não esteja lhe causando grandes transtornos, pois, o mesmo pode não ocorrer com outro colega.

 
  Voltar